sexta-feira, agosto 03, 2007

Comentários no nosso blog


Normalmente, publicamos o género de comentários sobre os quais aqui vou versar e gostamos que eles sejam visíveis, porque são reais, e só justificam os nossos combates. Mas hoje acordei mal disposto e não só os apaguei - censurei mesmo - como vou limitar-me a responder-lhes.
As aspas são citações dos comments que apaguei:

Querido "Anónimo": sim, o sérgio vitorino gosta de "levar no cú" e tem uma próstata satisfeita. Também gosta de ir ao cú. Mas gosta de escolher com quem, e não serás tu certamente. Não questiono gostos, mas o sexo anónimo não é para mim. E não, o que o Sérgio Vitorino "está a precisar" não é que lhe "vás ao cú", é que vás à merda.

Querido "Nazi": obrigado pela visita, volta sempre. Lamentamos não poder satisfazer o teu pedido neste momento ("morram todos..."), mas podemos corresponder sem problemas a parte dos teus desejos expressos ("... seus filhos da puta"): temos orgulho em ser putas, como não temos vergonha de sermos paneleiros, trans, fufas, pretos, gajas, enfim, tudo o que tu odeias. Lutamos entre outras coisas pelo reconhecimento do trabalho sexual e pelo fim da repressão contra ele, que atenta contra os direitos humanos e prejudica o combate ao tráfico organizado de pessoas humanas em vez de o favorecer. Somos por organizações de prostitutos e prostitutas que lutem pelos seus direitos. Não somos os únicos. (clica aqui que tem um link... não percebes francês? Não fosses um bronco nacionalista).

Normalmente, os nazis - e os heterossexuais homofóbicos - tão obcecados pelos paneleiros e em deixar-nos mensagens ameaçadoras, são, na verdade, paneleiros reprimidos (a sério, está estudado). Existem grupos de auto-ajuda para isso.
Finalmente, não esquecemos que 4o% dos homens heterossexuais em Portugal - dizem as estatísticas - precisam de putas. Eu se fosse puta, não ia contigo. Vivam as putas.

Morre tu.
Aos dois: obrigado por me alegrarem a manhã.
Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO