quarta-feira, maio 17, 2006

GISBERTA: 8 DE JUNHO, DIA DE PROTESTO INTERNACIONAL

COMUNICADO DE IMPRENSA
17 DE MAIO - DIA MUNDIAL CONTRA A HOMOFOBIA
PANTERAS ROSA EXIGEM RESPEITO PELA VIDA HUMANA


No Dia Mundial Contra a Homofobia (IDAHO), que hoje se assinala em todo o mundo, o movimento Panteras Rosa - Frente de Combate à Homofobia - condena publicamente o Estado Português e os dirigentes nacionais pela sua incapacidade em assegurar o respeito pelos mais básicos direitos da pessoa humana, e desafiam o Governo e os grupos parlamentares na Assembleia da República a oficializar e traduzir em medidas a presente data como Dia Nacional Contra a Homofobia e a Transfobia , em memória de Gisberta Salce Júnior, a sem-abrigo, transexual, imigrante, seropositiva e prostituta que foi torturada, violada e morta em Fevereiro por um bando de rapazes no Porto.

Pelos factores de exclusão que acumulava, Gisberta é um símbolo da incapacidade do Estado - e do sistema económico e político - em garantir políticas sociais e pelos Direitos Humanos que combatam a exclusão e a degradação humanas, ao invés de promovê-las. Pelo contrário, cada vez mais direitos sociais, laborais e humanos estão a ser destruídos, e cada vez mais cidadãos/ãs são hoje empurrados/as para a exclusão extrema.

Mas nunca um crime motivado pelo(s) preconceito(s) foi tão desconsiderado e deturpado em Portugal, a ponto de a justiça acabar por qualificar os acontecimentos como de mera agressão. Porque a vítima era transexual? Porque o crime voltou pela milésima vez a demonstrar o sistema de (des)protecção de menores que existe em Portugal e a cuja profunda reforma o Estado resiste a todo o custo? Deste crime horrível nada parece resultar: nem conclusões, nem preocupação consequente, nem reflexão legislativa ou social. Tudo se esquece, tudo passou.

Para que assim não seja, no Dia Mundial Contra a Homofobia, as Panteras Rosa anunciam um dia internacional de luta contra a transfobia em Portugal.


8 de Junho será uma data de convocação de protestos junto dos consulados portugueses em variados países - e também para acção em Portugal - para exprimir a indignação pública contra o crime que vitimou Gisberta e que foi claramente deficitária nacionalmente. E também para dirigir ao governo português uma série de reivindicações contidas num apelo internacional que amanhã será divulgado junto da imprensa e dos movimentos sociais nacionais, ao mesmo tempo que a sua divulgação internacional.

Nos próximos dias e semanas, estará disponível nos websites
http://tgeu.net * tgeurope@tgeu.net, e também aqui no blog das Panteras Rosa, toda a informação sobre os países e os moldes em que decorrerá este protesto internacional, com particular incidência na Europa.

Etiquetas: , ,

Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO