terça-feira, fevereiro 28, 2006

ALERTA - MANIPULAÇÂO GROSSEIRA DA AUTÓPSIA??!!

A NOTÍCIA DO PÚBLICO DE HOJE É A MAIS GRAVE QUE JÁ SAIU ATÉ AGORA: DAS DUAS UMA, OU O PÚBLICO NÃO ESTÁ A PUBLICAR INFORMAÇÃO CORRECTA, OU PREPARA-SE UMA MANIPULAÇÃO GROSSEIRA DA AUTÓPSIA!

"A causa da morte de Gisberta, a transexual espancada, a semana passada, no centro do cidade do Porto, continua por determinar. A autópsia, efectuada no Instituto de Medicina Legal do Porto, não foi conclusiva, não se sabendo assim o que causou exactamente a morte da vítima: se a agressão violenta, se as suas fragilidades de saúde ou mesmo se se tratou de afogamento". (...)
"À determinação da qualificação jurídica está também associada a pena de internamento que poderá ser aplicada aos jovens, ainda inimputáveis mas já passíveis de sanções no âmbito da Lei Tutelar de Menores. Que poderá ir até a um máximo de três anos de reclusão em regime fechado, mas apenas se o crime subjacente prever uma pena superior a oito anos de cadeia (o que apenas se verifica se a autópsia determinar que a intervenção dos jovens foi causa directa da morte da vítima)".

Isto não pode ser verdade! Se a causa da morte foi afogamento, os pulmões de Gisberta estarão cheios de água. Se a morte foi terça-feira e esta foi tirada do fosso na quarta, nem sequer há grande degradação interna do corpo. Não há como a autópsia não conseguir definir se os pulmões estavam ou não cheios de água. Meus amigos e minhas amigas: agora sim, estaremos perante o derradeiro e final branqueamento do assassinato?!!!!

Além disso, considera-se que há possibilidade de esta ter falecido pelo seu debilitado estado de saúde?!!!!!!! Como assim??!!!! Se uma pessoa tem um problema de coração, podendo viver mais 30 anos em circunstâncias normais, mas é agredida selvaticamente e tem um ataque, a causa da morte é a sua condição cardíaca????!!!!

A autópsia será determinante no julgamento deste processo. Se afirmar que a vítima morreu devido ao seu debilitado estado de saúde, o crime será judicialmente negado! Como é possível uma jornalista escrever uma peça destas sem questionar nada? É demasiado grave! Estamos perante o início de um processo do branqueamento judicial???!!!!

É preciso reagir a esta notícia e questionar!!!

Etiquetas:

Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO