quinta-feira, março 13, 2008

Homofobia nas Honduras - campanha internacional de solidariedade

A 18 de Março de 2007, Donny Reyes, tesoureiro da associação ArcoÍris, das Honduras, foi detido em Tegucigalpa de forma arbitrária e espancado pela polícia, antes de ser metido numa cela . Os restantes detidos dessa cela foram depois instados a bater-lhe e violá-lo, o que aconteceu.
Donny Reyes apresentou queixa contra a polícia e os seus violadores, mas enfrenta neste momento uma campanha de intimidação policial para que não avance com a mesma. Neste sentido, vários colectivos europeus iniciaram uma campanha de solidariedade internacional com Donny Reyes, e de condenação da homofobia, lesbofobia, e transfobia, quer nas Honduras quer em qualquer outra parte do mundo. Mais de 200 pessoas LGBT foram assassinadas nas Honduras entre 1991 e 2003. A maioria destes crimes não foram registados como crimes de ódio. Poucos foram investigados, e menos ainda foram aqueles cujos responsáveis foram levados à Justiça.

Convidamo-vos assim a enviar a nota abaixo para os endereços indicados:

"Por este correo, me solidarizo con Donny Reyes i manifiesto mi rechazo a cualquier forma de homofobia, lesbofobia o transfobia. Así mismo exijo al gobierno de Honduras que depure las responsabilidades que deriven de la golpiza y violación de Donny Reyes"Subscrevo ............ ......... ......... ......... ".
Enviar esta nota para os seguintes endereços:
donnyreyes@colectiugay.org e atencionalpublico@gobernacion.gob.hn e igualmente para ambassade.honduras@noos.fr (o embaixador hondurenho creditado em Portugal está sedeado em Paris)

Mais informação no seguintes links:
http://www.amnestyusa.org/actioncenter/actions/uaa07807.pdf
http://asiapacific.amnesty.org/library/Index/ENGAMR370022007?open&of=ENG-HND
Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO