quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Ainda não percebes para que são as Marchas do Orgulho?

Qual é coisa, qual é ela que consegue a bizarria de unir, no mesmo protesto, por exemplo, negros a neo-nazis? É a homofobia, claro!
Qual é coisa, qual é ela que consegue juntar saudações fascistas a Isilda Pegado, o Duque de Bragança ao assassino de Alcino Monteiro, jovens católicos e membros da Igreja a tentativas de agressão física
a quem não se limitou a olhar do passeio e exprimiu discordância... e mesmo assim não reúne mais de 1500 pessoas? É o movimento por um referendo ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.


Houve quem não se calasse: 'bixas pela liberdade', foi o título de uma acção convocada a partir do Facebook, ultrapassando até qualquer iniciativa associativa.



As pessoas reunidas frente ao São Jorge em nome do direito à liberdade, exprimiram a sua opinião sem pôr em causa o direito de ninguém se manifestar. Ainda assim, o ódio e o incitamento à violência, não fazem parte do direito à liberdade de manifestação, nem devem fazer.

Observa as imagens seguintes. São estas as pessoas que queriam mandar nas nossas vidas, decidir por nós, vê o que dizem, gostariam mesmo de decidir sobre o nosso direito a existir. Este é um Portugal que (ainda) temos. Pensavas que uma reivindicação como a do casamento era o suficiente para acabar com o preconceito?
Ainda te perguntas porque fazem falta as Marchas do Orgulho?













Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO