quinta-feira, maio 24, 2007

ORGULHO É PROTESTO. BLOCO ALTERNATIVO MADRID 2007.

ORGULHO É PROTESTO. BLOCO ALTERNATIVO MADRID 2007.

APELO INTERNACIONAL subscrito pelas Panteras Rosa (ver post PANTERAS ROSA EM MADRID - EUROPRIDE ALTERNATIVO)

O “Bloco alternativo” (Bloque Alternativo), formado pelos diferentes grupos LGBTQ e pessoas reunidas numa assembleia, convida-te a participar na sua manifestação crítica e dissidente coincidindo com a celebração do desfile “Europride – Orgulho europeu” que terá lugar em Madrid, no próximo 30 de junho, sábado.

No passado “Orgulho 2006”, já saímos às ruas de Madrid como Bloco Alternativo, para tornar visível a nossa discordância com o modelo maioritário de “desfile” que, ano após ano, nos é imposto. Em 2007, achamos ainda mais necessário levantar a nossa voz face a uma convocatória como a do “Europride” que, organizada por um grupo empresarial e multinacional, promove ainda mais os valores e padrões LTGB reformistas e mercantilistas contra os quais nós estamos contra. É por isso que a nossa proposta é retomar o espírito de protesto e mobilização que, sem deixar a visão lúdica de uma celebração colorida e alegre, não esqueça as reivindicações contra a discriminação e a intolerância que sofremos pela nossa orientação sexual.

É por isso que nós convidamos todas as pessoas de dentro e fora da cidade de Madrid que queiram juntar-se a esta proposta. Estamos a preparar actividades para o próximo dia 30 de junho em Madrid, como são, um almoço popular, debates, assembleias, acção directa e festas que finalizarão com a participação reivindicativa no Orgulho 2007 como “Bloco Alternativo”. O programa que convoca para as diferentes actividades estará brevemente na web: www.bloquealternativo.org , onde também poderás achar textos de discussão, notícias e informação sobre alojamentos gratuitos durante o fim de semana do Orgulho, para as pessoas que vierem de fora da cidade. Também podes contactar com o Bloco Alternativo escrevendo um e-mail para: bloque@bloquealternativo.org

Porquê um Bloco Alternativo?
O Bloco Alternativo é uma assembleia de grupos e pessoas LTGBQ de Madrid que conta com o apoio de diversos movimentos sociais madrilenos, assim como de grupos LGTBQ afins de Zaragoza, Donosti, Porto, Lisboa, Barcelona e outras cidades. Não nos une somente a nossa rejeição ao progressivo materialismo consumista das mobilizações do Orgulho madrileno, onde ano após ano os empresários e a propaganda ganham maior protagonismo que as mensagens reivindicatórias em defesa dos direitos e liberdades das pessoas LTGBQ. Não somente nos opomos à corrente despolitizada e institucional de certos sectores do movimento que, em Madrid e em outros muitos lugares do mundo, parecem seguir um modelo de obediência aos Governos, as instituições e os partidos políticos neo-liberais. Não somente nos mostramos contra a imagem patriarcal, masculina e burguesa da realidade LTGB, em prejuízo da visibilidade das pessoas transsexuais, das mulheres lésbicas, da diversidade sexual em todas suas formas, e, em geral, das pessoas LTGB precárias, imigrantes, operárias, estudantes, seropositivas, desempregadas…

Não somente isso. Queremos levantar a voz contra a violência, as humilhações e as discriminações que sofrem as pessoas LTGBQ, seja por parte de fascistas nas nossas ruas, como de polícias nas esquadras das nossas cidades. Queremos que se respeite integralmente a identidade das pessoas transsexuais e suas reivindicações em matéria de saúde, trabalho, respeito social e não-patologização. Queremos que se reconheçam as represálias sofridas pelas pessoas LTGB sob o regime franquista e que se lhes destinem medidas de desagravo e reparação aos abusos dos quais foram objecto. Queremos que se reconheçam os direitos das pessoas LTGBQ menores de idade nos seus âmbitos escolar, familiar e social e das pessoas LTGBQ da terceira idade, condenadas a segregação e ao esquecimento.

Queremos denunciar a onda conservadora que invade a Europa e outros lugares do mundo, desde a intolerância da Igreja Católica e outras religiões, as medidas repressivas do Governo polaco e diversos organismos institucionais de muitos outros países presumivelmente “democráticos”. Queremos solidarizar-nos com as pessoas LTGBQ dos países do chamado “Terceiro Mundo” e denunciar o autoritarismo heterossexual que sofrem sob ditaduras que em ocasiões são permitidas e fomentadas pelos governos ocidentais. Queremos exigir o fim dos assassinatos por motivo de orientação sexual que com frequência ainda são cometidos em zonas afastadas e em cidades próximas com a cumplicidade silenciosa da maioria.

Em resumo, queremos retomar as exigências históricas fundamentais do movimento LTGBQ que, muito mais do que o matrimónio e algumas reformas assistenciais insuficientes, continuam pendentes de solução. Queremos consegui-lo com a nossa presença no Orgulho, mostrando a nossa mensagem sem censuras nem restrições, e fazendo do orgulho a libertação, e da celebração a nossa melhor ferramenta.

Queremos contar contigo na luta reivindicatória e festiva. Não deixe de juntar-te a nós.
Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO