terça-feira, abril 17, 2012

Uma Safe House na Mouraria? Debate a 19 de Abril

Quinta-feira, 19 de Abril, 19h00, Galeria Zé dos Bois (Rua da Barroca, 59, Lisboa)

A Rede 8 de Ma
rço, que junta diversas associações como a UMAR, Panteras Rosa, Precári@s Inflexíveis, SOS Racismo, Comunidária e Clube Safo, promove o debate sobre o projecto da Safe-House da Mouraria, para que seja conhecido e discutido pelas cidadãs e cidadãos, junto das pessoas que o propõem e que decidem sobre a sua aplicação na cidade de Lisboa.

A proposta de constituição de uma Safe House para mulheres prostitutas provém da Obra Social das Irmãs Oblatas e do GAT - Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA. Esta proposta pretende ser incluída no Programa de Desenvolvimento Comunitário da Mouraria.

Na Safe House, as mulheres que trabalham naquela zona da cidade poderão ter acesso a serviços de apoio na área da saúde e também, por exemplo, informação jurídica a vários níveis.

O trabalho sexual não pode continuar a ser exercido sem direitos, nem protecção social. Actrizes, dançarinas ou prostitutas, as mulheres estão presentes na indústria do sexo e o seu trabalho tem urgentemente de ser reconhecido.

A Rede 8 de Março quer dar a conhecer e promover o debate sobre este novo projecto na cidade de Lisboa, para isso contamos com a participação de:

- João Menezes Coordenador do Gabinete de Apoio ao Bairro de Intervenção Prioritária da Mouraria (Câmara Municipal de Lisboa)

- Daniel Simões - GAT (Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA)

- Sónia Ricardo, Ingride Alvaredo - Irmãs Oblatas
Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO